Personal branding

A pandemia do COVID-19 gerou crise de valores, e as principais vítimas desse fenômeno do tempo são os criadores de conteúdo/comunicadores que, em um curto período de tempo, viram suas reputações despencarem em poucas horas ao não adequar o conteúdo levando em consideração o ambiente macro, aumentando os cancelamentos na qual já falamos por aqui no blog.

A crise social e humanitária que a pandemia escancarou fez uma parcela do público presente no Instagram desconsiderar conteúdos que, com tom de indiferença, desrespeitaram a vida de muitos que não passam pela mesma situação para enfrentar a doença.

Aqui na HI-LO acompanhamos e discutimos os impactos no mercado da moda e principalmente no comportamento, pois ao perceber um novo padrão e mudança de mentalidade, instantâneamente a comunicação – usada como instrumento de transformação – precisa se adaptar ao que a marca deseja transmitir, seja ela institucional, pessoal ou pública. 

Qual o objetivo que você traçou para si?

E para o futuro do lugar que você vive e seus filhos e familiares poderão viver muito mais? O que você deixará para eles?

As perguntas se complementam mas representam valores diferentes. Na primeira, são os valores pessoais, na segunda, valores sociais e, na terceira, uma fusão entres os dois onde a reflexão alcança um nível de si para a comunidade. 

Independente o quanto você estava realizado antes da pandemia do COVID-19, essa crise jogou quase todos para a base da pirâmide em busca da vida. E, como consequência disso, vemos nossas necessidades sociais serem fortemente afetadas quando viver distante e isolado tornou-se sinônimo de cuidado, a fim de preservar a nossa vida e a do outro.

Um comportamento que pareça priorizar interesses estritamente pessoais será repreendido quando pode ameaçar a vida das outras pessoas, como vimos casos nos últimos meses.

O Personal Branding ou Gestão de Marca Pessoal é um termo cada vez mais utilizado para gestão de carreiras pessoais, e também para celebridades, políticos ou executivos. Podemos perceber o dinamismo do mercado diante da cultura digital – veloz, cada vez mais humanizada e o ambiente mais poderoso de ampliação de vozes. Toda a estrutura mudou e diante desse novo cenário onde começamos a identificar fragilidades e desvios cometidos de forma naturalizada pelos emissores, a importância da gestão de marca pessoal torna-se indispensável se planeja ter uma trajetória sólida e longeva como figura pública ou institucional.

A sua marca pessoal te levará mais longe.

Imagem destaque: personagem Jessica Pearson interpretado pela atriz Gina Torres na série Suits.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *